28.8.12

A Crise dos Séculos

Tocai a buzina em Sião e clamai em alta voz no monte da Minha santidade; perturbem-se todos os moradores da Terra, porque o dia do Senhor vem, ele está perto. Joel 2:1.
Tempos difíceis estão justamente a nossa frente. O cumprimento dos sinais dos tempos prova que o dia do Senhor está próximo, às portas. Os jornais estão repletos de indícios de um terrível conflito no futuro. Roubos ousados são de ocorrência frequente. São comuns as greves. Assaltos e assassínios cometem-se por toda parte. Pessoas possessas arrebatam a vida de homens, mulheres e crianças. Todas estas coisas testificam que a vinda de Cristo está bem próxima. ...
Em acidentes e calamidades por terra e mar, em grandes conflagrações, em violentos tufões e aterradoras saraivadas, em tempestades, inundações, ciclones, maremotos e terremotos, por toda parte e sob milhares de formas, está Satanás exercendo o seu poder. ...
A crise vem chegando, gradual e furtivamente. O Sol brilha no firmamento, seguindo sua órbita usual, e os céus declaram ainda a glória de Deus. Os homens ainda comem e bebem, plantam e constroem, casam e dão-se em casamento. Negociantes ainda compram e vendem. Os homens empurram-se ainda uns aos outros, contendendo pelas posições mais altas. Amantes de prazeres enchem ainda os teatros, corridas de cavalo, antros de jogo. Prevalece o mais desenfreado excitamento, e no entanto a hora da terminação da graça apressa-se a chegar, e todos os casos estão prestes a ser decididos para a eternidade. Satanás vê que seu tempo é curto. Pôs ele todos os seus agentes a trabalhar, para que os homens sejam enganados, iludidos, ocupados e enlevados, até que termine o tempo da graça, e se feche para sempre a porta da misericórdia. Está iminente o tempo em que haverá aflição que bálsamo algum humano poderá curar. Anjos sentinelas estão agora retendo os quatro ventos, para que não soprem antes que os servos de Deus sejam assinalados na fronte; mas quando Deus ordenar aos Seus anjos que soltem os ventos, haverá uma cena de luta qual pena alguma pode descrever. ...
"Virá o nosso Deus e não Se calará. ... Do alto, chamará os céus e a Terra, para julgar o Seu povo. Congregai os Meus santos, aqueles que fizeram comigo um concerto com sacrifícios. E os céus anunciarão a Sua justiça, pois Deus mesmo é o Juiz." Sal. 50:3-6. Review and Herald, 14 de março de 1912.

2 comentários:

Evelyn Machado disse...

O titulo ja diz tudo né! A verdade presente.
Muito bom o Blog,vire mais vezes...
Deus abençoe!

Samuel Costa disse...

E olha que o texto foi escrito à mais de 100 anos mas, é como se a autora estivesse vendo os noticiários de hoje.

Deus seja louvado!